NOVA ODESSA, 24 DE JUNHO DE 2018
  • CARISMA
Publicação.: 15/02/2011

O CARISMA DOS FILHOS DO CÉU

O CARISMA DOS FILHOS DO CÉU
Por carisma entendemos o dom e a graça concedida pelo Espírito Santo àqueles que servem a Deus. A Igreja define como “dom especial do Espírito, concedido a alguém para o bem dos homens, para as necessidades do mundo e, em particular, para a edificação da Igreja” (Compêndio do Catecismo da Igreja Católica nº 160).

A experiência pascal dos Filhos do Céu

O evento pascal de Jesus Cristo, sua paixão-morte-ressurreiçao, é referência absoluta para a compreensão do nosso carisma de Filhos do Céu.

Resgatar a dignidade de filhos (Gl 4,5-6)

A experiência pascal de Jesus Cristo foi o maior gesto resgatador de toda a humanidade e em todos os tempos. Por isso o seu poder e graça atingem cada ser humano e possui a força de nos resgatar e de nos revestir da filiação divina ainda hoje e com a mesma intensidade de outrora.
Resgatar a dignidade de filhos (Gl 4,5-6) é o coração do carisma dos Filhos do Céu.
O termo resgatar denota iniciativa, empreendimento, coragem, audácia, salvação e eternidade.
O Filho do Céu, no mistério e graça de sua vocação, faz a experiência filial e experimenta a força do resgate de sua própria vida. Deste modo e nesta experiência de filiação descobre o rosto da paternidade divina e o infinito valor que é o ser filho de Deus.
Nossa vocação nos faz realizar uma fundamental experiência: fomos resgatados por Deus! O nosso coração resgatado sente a necessidade preeminente de resgatar e isso expressa aquilo que aspiramos: ter em nossos corações os sentimentos de Cristo (cfr. Fl 2,5). Cada Filho do Céu é testemunha pessoal deste resgate realizado por Cristo e o renova a cada dia no sim proclamado com convicção ao chamado do Pai.
Por isso dizer não ao chamado, a infidelidade e a falta de generosidade na resposta é privar os corações e o mundo de ser amado e resgatado.
A experiência da fé e a consciência de nossa consagração a Deus e à missão nos fazem degustar o incondicional de Deus que abre os nos-sos olhos e coração para ver o próximo sob a luz pascal da vitoria de Jesus Cristo. Todo aquele que se apresenta a nós com suas necessidades nos oferece uma preciosa oportunidade de sermos o seu próximo (cfr. Lc 10,29ss), de sermos Filhos do Céu. Somos chamados pelo Pai a sermos o evangelho, a Boa-Nova, na vida de cada pessoa no mundo de hoje. O olhar dos Filhos do Céu deve ser semelhante ao olhar do Bom Samaritano do evangelho, como também os seus gestos de atenção e carinho (estender a mão ao necessitado, curar suas feridas, empenhar-se pessoalmente pelo bem do próximo).
A dignidade pascal da qual fomos revestidos no batismo e pela qual trabalhamos com ardor através de nossa missão e apostolado nos empenha no resgate da dignidade de todos os filhos de Deus. Este é o nosso carisma, nossa vocação e missão. Por este ideal consumimos nossa vida no trabalho pelo Reino.

FUNDAMENTAÇÃO BÍBLICA DO CARISMA

“Mas quando veio a plenitude dos tempos, Deus enviou seu Filho, que nasceu de uma mulher e nasceu submetido a uma lei, a fim de resgatar os que estavam sob a lei, para que recebêssemos a sua adoção. A prova de que sois filhos é que Deus enviou aos vossos corações o Espírito de seu Filho, que clama: Aba, Pai” (Gl 4,4-6)

Ricardo,fdc