NOVA ODESSA, 24 DE JUNHO DE 2018
  • DIREÇÃO ESPIRITUAL
Publicação.: 25/04/2012

O visto, por favor!

O visto, por favor!
VOU SIMULAR UMA VIAGEM, VENHA COMIGO...

O que confia no seu próprio coração é insensato, mas o que anda em sabedoria será salvo. Prov. 28:26.

O visto. Um simples visto. Fiquei parado dois dias em Madri por falta de visto para entrar na Guiné Equatorial. Erro de informação? Falta dela? Informação incompleta? A essa altura não adianta mais tentar descobrir a causa. Estou em Madri, sem poder viajar, enquanto centenas de pessoas me aguardam em Malabo, a capital da ex-colônia espanhola, para uma conferência. Sentado na sala de espera do Hotel Astúrias, no centro de Madri, penso uma e outra vez na importância de um visto. Quando você precisa viajar para algum país, é dever do país adaptar-se àquilo que você acha, ou é seu dever cumprir os requisitos que o país exige? Eu achava que a taxa podia ser paga no consulado, mas o consulado exigia que a taxa fosse paga no banco. Quando a informação chegou a mim, os bancos já haviam fechado e não adiantou explicar a importância da minha presença em Malabo. Não consegui o visto. Fiquei em Madri e só poderei viajar no vôo que partirá depois de amanhã. Tudo bem, amanhã os bancos estarão abertos e o problema estará solucionado. Mas agora penso na vida eterna. Chegará um dia em que todos teremos que apresentar o visto de entrada no reino dos Céus. A Bíblia afirma isso categoricamente. O Céu não é o fruto da imaginação de gente que tenta sublimar a dor e o sofrimento deste mundo. O Céu também não é a fuga para pessoas fracas, incapazes de enfrentar com responsabilidade, brio e coragem as agruras desta vida. O Céu existe. É uma das verdades mais cristalinas da Bíblia. Quando a história deste mundo chegar ao fim, todos – queiramos ou não; acreditemos ou não – teremos que apresentar o visto de entrada. Nesse dia, não terá muito valor o que “achamos”, ou “pensamos”, ou “acreditamos”. Não terá muito valor qualquer explicação ou justificativa. Não é dever do país adaptar-se ao que você acha, é seu dever cumprir os requisitos que o país exige.

Por isso, hoje, antes de iniciar a luta da vida, verifique se o seu visto está pronto. Não é o que você acha, é o que Deus diz. Não é o que você imagina, é o que afirma a Palavra de Deus. Lembre-se: “O que confia no seu próprio coração é insensato, mas o que anda em sabedoria será salvo.” Eclesiastes 3:1-8, Vamos entender a viagem...lendo alguns verssos do Eclesiastes:

Um tempo para cada coisa, sabe oque eu aprendo com isso...Aprendo que o nosso tempo para chorar, gemer, perder, procurar, rasgar, tempo do achismo acabou, Agora é tempo de Amar as Escrituras, rasgar nossos paradigmas e transformar nossa casa (vida) em um pedacinho do céu, e, conseguir
o visto definitivo para SALVAÇÃO.

Fico feliz em ajudar o Irmão a entender, ou, descobrir a sua fé.

Antonio Fernandes.
Resgatado (CFC)
Nova Odessa, Est. de São Paulo Brasil
FERNANDEZMONLIFE@YAHOO.COM.BR